domingo, 27 de julho de 2008

1º Campeonato de Futsal da PJ da Diocese de Pelotas!


Pessoal, aconteceu nesse sábado (26/07) o 1º Campeonato de Futsal da PJ. E o pessoal dos grupos esteve por lá fazendo a festa. Foi um momento muito bacana que iniciou às 8:30 da manhã com uma celebração conduzida pelo Pe. Jô, onde os joves puderam celebrar a vida e todo aquele dia que seria de muita alegria. Os jogos ocorreram durante toda manhã e continuaram durante a tarde, e o clima foi de muita descontração. As premiações ficaram da seguinte maneira: 1º lugar masculino - Grupo de Jovens da Trindade; 2º lugar masculino - Grupo de Jovens da São José; 1º lugar feminino - Grupo de jovens da Trindade; 2º lugar feminino: Grupo de Jovens Santo Cura Dar's .

Fica então o muito obrigado de toda a equipe de coordenação diocesana, aos que se fizeram presentes e aos que ajudaram para realização do campeonato.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Pastoral da Juventude Diocese de Pelotas: CAMPEONATO DE FUTSAL INTERGRUPOS

Bom pessoal temos novidades sobre o Campeonato Intergrupos. Primeiro queremos pedir desculpas a vocês porque a data do campeonato foi trocada de novo. O motivo: local. Achamos melhor conseguir um local mais central para agradar a todos, então conseguimos no Colégio Gonzaga, mas as únicas datas disponíveis eram dias 26 e 27 de julho.
Então é isso pessoal. Campeonato dias 26 e 27 de Julho no Colégio Gonzaga.
Façam seus times e se inscrevam. As inscrições foram prorrogadas até dia 10 de Julho, e as fichas de inscrição com o dinheiro podem ser entregues em um envelope endereçado à Pastoral da Juventude no Secretariado Diocesano que fica na Praça José Bonifácio, 104 (ao redor da Catedral São Francisco de Paula). Entregar de preferência as quartas pela manhã ou quintas à tarde. Ou poderão entregar também para o pessoal da coordenação da PJ que vai estar no Art Encontro que será hoje dia 27 de junho no Clube Gonzaga. O regulamento se encontra no link abaixo. Participem.

REGULAMENTO DO CAMPEONATO DE FUTSAL INTERGRUPOS

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Escolhido o cartaz da Campanha da Fraternidade 2009



O Conselho Episcopal Pastoral da CNBB (Consep) aprovou na terça-feira, 10, na sede da CNBB, o cartaz da Campanha da Fraternidade do próximo ano que tem como o tema Fraternidade e Segurança Pública e como lema A paz é fruto da justiça. Concorreram 47 cartazes e o vencedor é um grupo da Agência Oficina Design & Comunicação de Campinas. "O conceito principal da imagem é mostrar que a paz pode ser conseguida em qualquer nível cultural ou econômico e a cultura é uma forte ferramenta para conseguirmos a paz", explicam os autores do cartaz vencedor Adauto Henrique Cavalcante e Luís Gustavo Cavalcante de Mogi Mirim (SP) e Nathália Bellan, Ana Paula Couto, Bianca Uehara Trava e Fernando Ribeiro Moretti, de Campinas (SP).Com a participação dos responsáveis pela Campanha da Fraternidade nos 17 regionais da CNBB, o Consep, reunido nos dias 9 e 10, fez também um estudo do Texto-Base da CF-2009 que está em fase de redação final e apresentou emendas ao texto. Segundo o secretário executivo da CF, padre José Adalberto Vanzella, todos os subsídios da Campanha estarão disponíveis a partir da segunda quinzena agosto e serão publicados pelas Edições CNBB.CF-2008Padre Vanzella apresentou, ainda, a avaliação da CF-2008 feita por 10 regionais (65%) da CNBB. O cartaz, o hino e o texto-base da Campanha foram muito bem avaliados e receberam aprovação de todos.
Chamou a atenção, no entanto, o pouco uso de alguns subsídios produzidos pela CF, como círculos bíblicos, calendário, agenda e o material produzido pela Associação das Escolas Católicas (AEC), direcionado para as escolas.
Fonte: CNBB

segunda-feira, 16 de junho de 2008

CAMPEONATO DE FUTSAL INTERGRUPOS

Pessoal fiquem ligados!
O campeonato está chegando façam suas incrições, inscrevam seus times e não parem com os treinos

Ficha de incrição

Download da ficha de inscrição

quarta-feira, 11 de junho de 2008

3º Simpósio Internacional da Juventude Brasileira - JUBRA

Aconteceu, nos dias 04, 05 e 06 de junho, em Goiânia, o 3º Simpósio Internacional da Juventude Brasileira – JUBRA, promovido pela Casa da Juventude Pe. Burnier, Universidade Católica de Goiás, Universidade Federal de Goiás, Universidade Estadual de Goiás, Fundação Aroeira e a Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Congregando professores/as, pesquisadores/as, estudantes e profissionais de diferentes áreas do conhecimento e de atuação, o evento quis reconhecer, trazer à discussão e tematizar adolescência e juventude em diferentes campos do conhecimento.
Este foi um momento privilegiado de reflexão, em torno de sujeitos que historicamente, na sociedade, são preteridos em seus direitos fundamentais.

No dia 06 de junho, aconteceu, em Goiânia, o encerramento do Simpósio Internacional de Juventude Brasileira - JUBRA, com a conferência “Juventudes no Mundo Contemporâneo: Desafios e Perspectivas”, ministrada pela professora doutora Marília Pontos Spósito, coordenadora da área da Sociologia da Educação da USP, presidente da Comissão de Pesquisa da FEUSP e membro da Diretoria da Ação Educativa.
Segundo Spósito, está acontecendo, no Brasil, um rejuvenescimento da pós-graduação, já que os/as pesquisadores/as estão cada vez mais jovens. Outro dado importante é que, mesmo que a juventude esteja fazendo parte dos temas das pesquisas atuais, ainda é insipiente o número de produções neste campo.
Este dado pode ser verificado em uma pesquisa da professora, junto com um grupo de trabalho da USP, que busca identificar o que está sendo pesquisado sobre juventude nas teses e dissertações nas áreas de educação, ciências sociais e serviço social.
Do total das 1528 teses e dissertações analisadas, somente 6% abordaram a temática da juventude. A maioria das pesquisas fez a abordagem dos/as jovens do meio urbano(capitais e regiões metropolitanas), com carência de informações sobre a juventude do meio rural.
Um dos problemas para a falta de pesquisas sobre juventude no meio rural é causado pela falta de apoio e de financiamento para os/as jovens pesquisadores/as, que praticamente bancam seus projetos sozinhos/as.
Outros temas como a mídia também não são recorrentes nestas teses e dissertações. Para Spósito, construir um banco de teses e dissertações – síntese provisória – é muito importante para a sistematização do que já foi feito.
“Existe mesmo um campo de estudo em juventude em formação. Também temos que lembrar que tem gente que faz pouco neste campo de pesquisa, mas faz bem. Por isso é importante pensar nos modos de circulação do conhecimento para que os mesmos sejam intensificados...”, afirmou.
Ao final da fala de Marília Spósito, a coordenação do JUBRA III encerrou o evento levantando os seguintes pontos:
Provavelmente o JUBRA IV acontecerá em Minas Gerais, na PUC Minas;
Será construída uma rede para a troca de informações sobre juventude;
Possivelmente serão realizados eventos preparatórios para o JUBRA em níveis regionais.
O JUBRA III fará uma moção de repúdio contra a redução da idade penal
Será feita uma moção para realizar um mapeamento das demais áreas do conhecimento visando inserir a temática da juventude nas mesmas.
Texto: Gardene Leão de Castro Mendes Fotos: Aurisberg Matutino, Ceila Rodrigues, Erick Correa e Gardene LeãoIntegrantes do Virajovem Goiânia

Reunião da equipe do Festival de Arte e Música da Juventude

Pessoal, não esqueçam sexta-feira à noite temos reunião da equipe de coordenação do festival de arte e música da juventude em Pelotas
Já no sábado a reunião é no município de Canguçu
Qaulquer dúvida mandem um email para pastoraldajuventudediocesedepelotas@hotmail.com

2ª Etapa Curso de Formação de Lideranças

Encerrou no último final de semana o Curso de Formação de Jovens lideranças que contou com a presença de 11 paróquias. Foram duas etapas de aprendizados e partilhas de experiência.
Nessa segunda etapa foi abordada a prática no grupo, a sexta-feira à noite foi de diálogo sobre a estrutura da pastoral da juventude, bem como suas opções pedagógicas. No sábado pela manha o grupo contou com assessoria da Ir. Enedina, que trabalhou uma oficina de dinâmicas. No sábado à tarde o Pe. Atalíbio desenvolveu a temática do jovem em relação a sua fé.

Na noite de sábado também aconteceu uma bonita celebração jovem, presidida pelo Pe. Atalíbio juntamente com o Pe. Jô.
O final de semana também foi de festa, e festa junina, vestidos a rigor a festa contou com quadrilha e casamento na roça. Depois o som continuou por conta dos meninos da cicofanta heheheh.
No domingo, com assessoria do Paulo Schinor, os jovens puderam desenvolver técnicas para trabalhar a espiritualidade em seus grupos.
Ao término do curso os jovens "recem-formados" se comprometeram em organizar o próximo curso de lideranças que provavelmente será em setembro ainda desse ano.
Para o dia 20 de julho ficou marcada reunião em prepararação ao próximo encontro.

Veja mais fotos do curso no álbum ------> http://picasaweb.google.com/PJdiocesedePelotas/2EtapaCursoDeFormaODeLideranAs

sábado, 24 de maio de 2008

Campeonato de Futsal Intergrupos da Diocese de Pelotas

  • Surgiu como idéia da coordenação da Pastoral da Juventude e em conjunto com representantes de vários grupos de jovens foi possível formar uma equipe de organização e com essa equipe formular o regulamento que se encontra logo abaixo. Não foi possível fazer o contato com todos os grupos para participarem da elaboração do regulamento, mas qualquer dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato com um dos organizadores.
    O campeonato intergrupos tem como objetivo principal a integração dos jovens pertencentes as CEB’S por meio da prática de esportes sadia e amistosa.
    Está previsto para acontecer nos dias 26 e 27 de Julho de 2008 no Colégio Gonzaga.

    Regulamento do Intergrupos

  • O campeonato será realizado na modalidade Futebol de Salão, portanto os times devem ter no mínimo 5 jogadores para formar um time titular.
  • Para se inscrever não precisa obrigatoriamente participar de grupos de jovens, basta apenas estar envolvido em algum setor da CEB.
  • Vai ser cobrado um valor R$ 3,00 por integrante das equipes.
  • Os jogos vão ter 20 minutos, sendo 10 minutos para cada lado.
  • O campeonato vai ter um limite de 26 times entre times masculino e feminino.
  • A equipe que se atrasar para entrar em quadra mais de 5 minutos depois de seu horário de jogo perderá de WO.
  • Os jogadores de uma mesma equipe deverão estar todos com camisetas de mesma cor e numeradas.
  • A divulgação da tabela de jogos será no dia do campeonato às 8hs.
  • Forma de disputa:
  • Masculino – Serão 12 equipes.Serão formadas 2 chaves. Dentro das chaves os times jogarão todos contra todos e no final se classificam os dois melhores de cada chave.Haverá semifinais da seguinte forma:(jogo1) 1º da Chave A X 2º da Chave B; (jogo2) 2º da Chave A X 1º da Chave B.
  • Feminino – Serão 3 equipes.Sera formada 1 grupo onde todos os times jogarão contra todos, (jogos de ida e volta)se classificando no final osdois melhores. Para o jogo final.
  • Critério de desempate:- 1º - Saldo de gols- 2º - Número de cartões:- Amarelo tem peso = 1- Vermelho tem peso = 2- 3º - Pênaltis : serão intercalados 1 para cada lado.
  • Quanto ao jogador:- 2 Cartões Amarelos (em diferentes partidas): 1 jogo de suspensão- 1 Cartão Vermelho: 1 jogo de suspensão- 2 Cartões Vermelhos: Eliminação do campeonato- 3 Faltas em uma mesma partida: expulsão sem suspensão de um jogo
  • Quanto a equipe:- 3 Cartões vermelhos na equipe: Eliminação da Equipe.- 5 Faltas coletivas em uma mesma partida: Tiro livre direto- Agressão Física: Eliminação da Equipe.- Após a primeira fase os cartões serão zerados.
    Obs: em caso de expulsão a equipe que tiver o atleta expulso por quaisquer motivo ficará 2 minutos com um atleta a menos.

CAMINHO DA EDUCAÇÃO E AMADURECIMENTO NA FÉ

Caminho da Educação e Amadurecimento na Fé - Hilário Dick

Artigo de Hilário Dick trata da mística do processo da educação da fé:

“Uma das opções pedagógicas da Pastoral Juvenil é o processo integral de educação na fé. Ela acontece de forma processual, dinâmica e integral, sendo um itinerário que o próprio jovem deve percorrer. Não é a toa que a palavra “caminho” signifique passagem, trilha, espaço, trajeto, percurso. Traduzindo isso para a Pastoral Juvenil, significa pensar que não há crescimento na fé sem que se faça uma trajetória. Ninguém nasce pronto; pelo contrário, a formação é algo que precisa acontecer diariamente, num desafio que cabe a cada pessoa ir superando.
O processo de educação na fé, mais do que um simples método ou técnica, tem originalidade e autenticidade que surgem do desejo do encontro e da descoberta de um Deus que se revela em Jesus Cristo, na pessoa humana e na natureza. Esse processo possibilita que o jovem vivencie o projeto de Jesus Cristo, sendo apóstolo no meio de outros jovens, por meio da formação integral, com o jeito cristão de ser, na construção de uma sociedade mais justa, ética e solidária, sinal da civilização do amor.
Concordamos com A Civilização do Amor: tarefa e esperança , quando afirma que é necessário que se leve em conta os tempos de crescimento, de identificação afetiva, de assimilação e de compromisso próprios dos jovens. Nesse sentido, é fundamental que a juventude e os agentes que trabalham com ela, estejam dispostos a vivenciar o amadurecimento da fé, apropriando-se mais desse processo, porque não está em jogo somente um discurso sem conteúdo ou uma atitude meramente intelectual, mas uma postura de vida carregada de mística. Não se trata de caminhar pelos jovens, mas pelo contrário, de caminhar com eles!
Há muitas formas de vivenciar e apresentar pedagogicamente esse processo. Por um longo tempo, houve certa tendência racionalizante e positivista que se caracteriza pela apresentação lógica, intelectual e fria, deixando de lado aspectos bíblicos e simbólicos que precisam estar presentes tanto na explicação como na vivência dos diversos momentos dessa educação na fé. Em todos os momentos vividos pela pessoa e pelo grupo há uma mística que pode tomar feições muito variadas, ser fonte de inspiração e expressar atitudes interiores.
Inicialmente precisamos esclarecer alguns pressupostos do que desejamos transmitir. Não são coisas pequenas, mas sim realidades imensas que, na sua descrição, podem ser tateantes, mas que sabemos acontecer no interior das pessoas...”

http://www.casadajuventude.org.br/media/mistica_processo_educacao_fe_hilario.doc

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Corpus Christi


A preparação para o dia de Corpus Christi começou cedo. Semanas antes a os jovens já pintavam serragem em preparação para o tapete.

Na noite do dia 21 todos os grupos de jovens da Pastoral da Juventude fizeram uma bonita celebração, em envio para o trabalho.

O tempo não colaborou, veio a chuva, porém os jovens seguiram firmes em seu propósito.

Allguns ficaram para cnfeccionar o tapete mesmo na madrugada, outros voltaram pela manhã e a partir das 8 da manha começaram a confecção.

As 8 quadras ficaram tomadas de arte e beleza, criação dos jovens.

No dia seguinte a missa presidida pelo Bispo Dom Jaime contou com uma multidão de pessoas, que ainda acompanharam a procissão até o Santuário de Adoração.


Parabéns a todos os jovens que se dedicaram para fazer um belíssimo tapete para Jesus.

As fotos estão no álbum!


terça-feira, 20 de maio de 2008

Missa de Envio tapete de Corpus Christi 2008

A missa de envio para o tapete de Corpus Christi será às 23hs na Catedral(21/05/2008).

Pedimos para que os jovens levem estandartes ou símbolos que represente seu grupo ou movimento!

As 21hs, também na catedral, terá o ensaio das músicas para missa! Convidamos todos que quiserem cantar e/ou tocar para participarem, podem levar além de violão outros instrumentos de percussão!!

Qualquer dúvida comente, aqui ou na comunidade da PJ !

Desde agradecemos! Abraço a todos!

AGORA CERTINHO

Pessoal! realmente estava tendo problema o link das fotos, agora foi arrumado, espero que não de mais problemas

Aí está o link

http://picasaweb.google.com/PJdiocesedePelotas

Depois ele passará a ficar logo ali ao lado onde diz Álbum de fotos

segunda-feira, 19 de maio de 2008

SUBSÌDIO MUSICAL DO OFÍCIO DIVINO DA JUVENTUDE




Pessoal segue à baixo um texto que introduz o subsídio musical do ofício divino da juventude.

Para nossos músicos vale a pena conferir, no link pode-se baixar, além de explicação de cada parte do ofício e inclusive explicaçõs sobre as músicas, as letras cifradas de todo ofício.


Há algum tempo a juventude do Brasil foi regalada com a possibilidade de ter em
mãos um importante instrumento de oração: o Ofício Divino da Juventude – ODJ. Iniciativa
de muitas mãos e corações, sonhada e realizada, o ODJ quer ser uma tradução, para uma
linguagem jovem, da oração das horas da Igreja, a partir do belo trabalho feito na construção
do Ofício Divino das Comunidades.
O ODJ é uma forma de rezar a partir da realidade concreta das diversas realidades da
juventude contemplada e lida como realidade divina e teológica. O uso deste Ofício permite
certa liberdade na preparação, mas, ao mesmo tempo, traz em seu conteúdo, propostas de
orações de acordo com as horas do dia, como fazia e rezava o povo de Deus e como os
primeiros Cristãos celebravam o Deus da Vida.
Para um melhor uso e aprofundamento deste modo de rezar, próprio da juventude, foi
elaborado, em 2006, um roteiro de capacitação, acompanhado por um CD com os salmos e
os cantos de abertura presentes no ODJ. Foi, sem dúvida, uma iniciativa importante e
acessível que ajuda a manusear com mais consciência e segurança esse instrumento de
trabalho e oração.
Mesmo assim, percebemos que muitos e muitas jovens ainda parecem não ter
descoberto o ODJ como hábito de oração e ferramenta própria da sua identidade. Por algum
tempo imaginamos que, dentre os motivos do não-uso, estaria a falta de possibilidade e o
acesso ao livro, mas, aos poucos, fomos enxergando que o real motivo de muitos e muitas
jovens não usarem o ODJ era de um parcial desconhecimento dos cantos nele contidos,
elemento tão importante para sua assimilação habitual.
Nesse sentido, nasceu a idéia do presente subsídio que, agora, colocamos em suas
mãos. É uma apostila com os cantos cifrados do ODJ. Ela quer suprir uma necessidade de
método e de formação acerca dos cantos e, por isso, vem acompanhado de um roteiro de
capacitação para um fim de semana, refletindo sobre os tipos de cantos do ODJ, técnica
vocal e um momento de partilha e formação musical. Tivemos, também, o cuidado de
recolher grande parte das gravações destes cantos em CD - o que poderia ajudar mais ainda.
Mais ainda: sem fins lucrativos, mas repassado, para quem queira, com a única exigência de
arcar com as despesas de envio postal e valor do “CD virgem”.
Este material quer ser uma possibilidade de ajudar a galera a se inteirar e a assumir,
com mais segurança e identificação, o nosso Ofício Divino da Juventude. Tentaremos deixar
uma cópia desse material em cada um dos Centros e Institutos de Juventude do Brasil. Se
você receber o material por e-mail, é só mandar imprimir e encadernar, pois ele já estará
formatado para isso. Qualquer alteração na formatação poderá comprometer a disposição
das cifras nos cantos. Desta forma, qualquer dúvida, entre em contato conosco, por e-mail.
Pedimos, também, que nos enviem sugestões e identificação de possíveis erros encontrados.
Um grande e fraterno abraço.
Na paz militante Juvenil,
José Wilson, sj

LIVROS INTERESSANTES


Olá pessoal! Já saiu a 3ª Edição do Na Trilha, esses livrinhos vêm com cerca de 10 roteiros de reuiões para grupos bem embasadas, muito boas. O primeiro é de como dinamizar o grupo de jovem, o segundo como desenvolver a consciência crítica e o terceiro como cuidar da pessoa no grupo. Vale a pena adquirir custa somente R$ 4,50 é só pedir por comentário e depois buscar no secretariado diocesano
Gente!
hoje entrei no blog em outro computador e ele apareceu todo cinza... Me digam, como vocês visualizam o blog? ele tem um cabeçalho verde?? ou o cabeçalho está em cinza com letras brancas?

ENCONTRO DE JOVENS



Durante todo o dia 18 mais de 30 jovens estiveram reunidos no município de Cerrito. O encontro foi preparado pela coordenação diocesana da Pastoral da Juventude, com intuito de despertar os jovens para a nucleação de grupo de jovem no município.

O próximo encontro ficou marcado para o dia 22 de junho.

sábado, 17 de maio de 2008

FOTOS

Pessoal as fotos tiradas em reuniões, cursos, encontros...
Estão ao lado (NO ÁLBUM DE FOTOS) é só clicar no link e ver elas nos álbuns

sexta-feira, 16 de maio de 2008

ROTEIRO DE REUNIÕES DE GRUPO


Pessoal, a Casa da Juventude - CAJU lançou um material bem interessante com reuniões de grupo, acredito que vale a pensa dar uma conferida no novo subsídio virtual:
Rodas de Conversas – A Juventude Quer Viver
As comunidades, grupos, escolas etc. possam fazer suas próprias cópias.
O material é centrado na Campanha a Juventude quer Viver e convida a conversar sobre a condição de ser jovem na sociedade. Apresenta, também, uma celebração para ser feita no grupo ou na comunidade.
O subsídio também provoca os/as jovens a organizarem três rodas de conversa sobre a defesa da vida da juventude e uma celebração.
É o momento de revitalizar a Campanha em todos os espaços e de assumir a bandeira da juventude. Somos chamados a “pautar” boas notícias para que a representação construída sobre os/as jovens seja desmascarada.
Por causa da Felicidade da Juventude publicamos este subsídio. Ajude na divulgação e faça seu lançamento! Também esperamos sugestões, comentários e partilhas do uso deste material nos grupos, escolas e comunidades.
Clique no link e confira:


O Arquivo está em PDF

quinta-feira, 15 de maio de 2008

CONFIRMAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO NA 2ª ETAPA DO CURSO DE FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS

Oii queridos e queridas!!
Conforme tinhámos combinado na 1ª Etapa do Curso de formação de lideranças pedimos que confirmem a presença através do blog, é só deixar um comentário nessa postagem dizendo que vai.
Esperamos poder contar com todos novamente, porque o curso estará muito bom! Assessores muito bons e temas também
PARTICIPEM!!!!!
(OBS:Só poderá participar da 2ª Etapa do Curso de formação de lidernaças quem fez a 1ª Etapa, para aqueles que não fizerem a 1ª Etapa e desejam fazer pode manifestar o interesse aqui também para o próximo curso)

Agenda do Final de semana!

Pessoal! Esse final de semana teremos muitas reuniões importantes para nossos trabalhos, então para que ninguém esqueça o horário da sua vai aí:

Sexta

19h30min. - Reunião da Equipe de Liturgia da missa de Corpus Cristh
Local: Secretariado Diocesano

Sábado

9h - Reunião Equipe de organização do campeonato de futsal
Local: Secretariado Diocesano

10h - Reunião da equipe de coordenação diocesana
Local: Secretariado Diocesano

12h - Reunião Almoço - Equipe de prepararação para o encontro de nucleação de jovens no município de Cerrito
Local: Secretariado Diocesano

14h Reunião Equipe do Festival de Arte e Música da Juventude
Local: Secretariado Diocesano

Domingo

9h - Encontro de jovens no Município de Cerrito


Dinâmicas para trabalhar a formação integral

Pessoal nesse link têm dinâmicas para desenvolver a formação integral no grupo!
Deem uma olhadinha vale a pena!


http://www.pjestigmatina.com/formacao/paginas/formacaointegral_dinamicas_indice.html

domingo, 11 de maio de 2008

Grupos de jovens se preparam Corpus Cristh

Os grupos de jovens estão em plena fase de pintar serragem, o intuíto de preparar o material é para a confecção do tapete para o dia de Corpus Cristh. Ontem durante todo dia o pessoal da Paróquia São Cristóvão e da Catedral estiveram reunidos no secretariado diocesano trabalhando pesado.
Confira as fotos:


Setor Juventude da diocese de Pelotas tem 1ª reunião ampliada


Foto: Reunião do Setor Juventude no Secretariado Diocesano





No dia 10 de maio, no secretariado diocesano aconteceu a 1ª reunião ampliada do setor Juventude. Por lá estiveram representantes das pastorais, movimentos e congregações.

A pastoral da juventude se fez representada por 4 jovens, O Douglas, a Luana, a Maíra e o Victor e 1 assessor, o Adilmar. Entre as outras expressões de juventude estavam os movimentos Cenáculo, Nazaré e Acampamento Juvenil, além da Renovação Carismática, a Congregação das irmãs de São Francisco e do grupo Art, cada um representado por 2 pessoas.

À frente do encontro esteve o Pe. César Augusto que é o Assessor referencial do setor Juventude e da Pastoral da Juventude.

Como instrumento de estudo foi utlizado o documento da CNBB evangelização da Juventude. Apresentado pelo Assessor referencial. Em um segundo momento foi realizado um trabalho em grupos. Nos pequenos grupos os jovens e assessores debateram 2 questões, "O que eu espero do setor juventude" e " Quais as perspectivas de ação para o Setor juventude".

Entre diversos pontos chegou-se a conclusão que o setor é um espaço de convivência, partilha de experiências e conhecimento da diversidade de expressão juvenil dentro da igreja católica.

Espera-se que possa ser encaminhada mais atividades em comum, para que cada movimento, pastoral ou congregação possa partilhar seu modo de trabalhar com a juventude, e que a parir de então uns possam "defender" o movimento do outro, porque todos buscam a evangelização da juventude.

O próximo encontro ficou marcado para o dia 18 de maio, onde se reunirão 2 representantes de cada expressão da juventude existente na diocese. A expectativa é que para o próximo ano possa ser realizada missões jovem na diocese de Pelotas à partir do setor juventude.




quarta-feira, 7 de maio de 2008

Download do Programa Fala Aí!

Aqui estão os links para download de alguns programas Fala Aí!
Se não quiser fazer o download você terá a opção de apenas escutar.
"Baixem", escutem e divirtam-se. Nos programas têm assuntos interessantes, músicas, debates e muita informação.

Programa do dia 23/03/08 - Assunto - Páscoa

Programa do dia 30/03/08 - Assunto - Tabagismo e suas consequências

Programa do dia 06/04/08 - Assunto - Violência no Trânsito

Programa do dia 20/04/08 - Assunto - Dengue

terça-feira, 29 de abril de 2008

Curso de formação de jovens lideranças movimenta diocese de Pelotas

Com a participação de representantes de 15 paróquias da diocese de Pelotas, foi realizado nos dias 25, 26 e 27 de Abril, no sítio La Salle, o curso de formação de jovens lideranças. O encontro contou com a participação de 32 jovens, além do assessor referêncial da Pj na diocese Pe. César Augusto, e 4 teólogos que assessoraram o encontro.
O ônibus saiu as 20h da catedral, rumo à Monte Bonito, na chegada os jovens foram recebidos com muita animação.
Durante a sexta à noite foi trabalhado o ver sobre o tema formação integral, fazendo uma revisão das 5 dimensões - ou seja, a relação da pessoa consigo mesma, com o outro, com Deus, com a sociedade e com a capacitação técnica - a assessoria foi da Neuza Bittencourt.
No sábado pela manhã os jovens fizeram um julgar sobre as dimensões, com assessoria da Tininha e da Jussara.
Durante a noite o momento de integração ficou marcado, os jovens participaram de uma dinâmica chamada RPG que envolveu toda temática do curso.
O domingo contou com assessoria do Eliézer, que trabalhou o agir, sobre o tema.
O curso terminou com churrasco de confraternização e muita música e animação.
A próxima etapa do curso será nos dias 5, 6 e 7 de junho também no sítio La Salle, onde será trabalhada a prática no grupo de jovens, com enfoque em orações, dinâmicas e debate social. As assessorias serão confirmadas nos próximos dias.

Links para fotos:

Foto1

Foto2

Foto3

Foto4

Foto5

Foto6

Foto7

Foto8

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Regulamento do Festival de Arte e Música da Juventude

1 – Caracterização

O Festival de Arte e Música da Juventude, reúne jovens da diocese de Pelotas. Nele é realizado, entre outras atividades, concurso de Música, Poesia, Crônica, Teatro e Dança.

2 – Objetivo

Resgatar valores culturais, valorizando a música e a arte como expressão dos anseios vividos pela juventude, bem como o caráter profético. Buscando transformações locais e concretas no meio da juventude.

2.1 – Objetivos específicos
· Partilha de experiências entre grupos de jovens.
· Integração entre os grupos de jovens da diocese de Pelotas
· Celebrar a juventude
· Resgatar a cultura, através das expressões juvenis
· Valorizar o trabalho desenvolvido pelos jovens, bem como suas habilidades.

3 – Local e Data
Art. Único – O evento será realizado no município de Canguçu, no ginásio municipal, no dia 17 de agosto de 2008.

4 – Tema e Lema
Art. Único – Todas os trabalhos apresentados deverão falar sobre o tema: “ Mil razões para viver” e o lema: “Queremos pautar as razões do nosso viver".

5 – Das inscrições
As inscrições poderão ser feitas no secretariado diocesano, situado à Praça José Bonifácio, nº 104. Com telefone 32258055. Também serão aceitas inscrições enviadas pelo correio e feitas no blog.
As inscrições devem ser efetuadas até o dia 18 de julho de 2008.

6 – Trabalhos a serem apresentados
Art. 1º - Ficam inscritas todos os trabalhos inscritos até o dia 18 de julho de 2008.
Art. 2º - Cada inscrito poderá apresentar no máximo um trabalho por categoria.
Art. 3º - Os trabalhos não poderão ultrapassar os seguinte tempo:

· Música: quatro (4) minutos
· Poesia e Crônica: Três (3) minutos
· Dança e Teatro: vinte (20) minutos

7 – Categorias

Par. Único – Os trabalhos apresentados deverão ser inéditos. Compreende por inéditas aquelas composições que não tenham sido apresentadas em outros festivais ou em qualquer meio de comunicação. Todas as composições deveram respeitar a linguagem nacional (português).

· Categoria Música: As composições deverão ser enviadas em CD ou fita K7 acompanhada de 2 cópias da letra digitada.
Tanto no Cd ou Fita k& como na letra da música digitada deve conter no cabeçalho o nome do autor e nome do trabalho. Esses devem ser entregues no dia da inscrição.

· Categoria Poesia ou Crônica: As composições deverão ser enviadas por escrito, em 2 vias digitadas, constando no cabeçalho o nome da obra e autor. Esse material deve ser entregue no dia da inscrição.

· Categoria Teatro: As peças deverão ser entregues digitadas e 2 cópias, contando em cada uma delas o título, o argumento, a direção, o cenário, a trilha sonora, nome(s) do(s) autor(es) e a iluminação. Esse material deve ser entregue no dia da inscrição.

· Categoria Dança: A música deverá ser entregue em CD ou fita K7, juntamente com a descrição da dança, com estilo, tempo, componentes. Esse material deve ser entregue no dia da inscrição.


8 – Seleção e Divulgação

Art. 1º - Após o encerramento das inscrições a comissão organizadora do festival de Música e Arte da Juventude selecionará doze (12) músicas, nove (9) poesias e crônicas, sete (7) peças de teatro, e sete (7) coreografias, que concorrerão a premiação no dia do festival.
Art. 2º - A divulgação das composições selecionadas será no dia 27 de julho as 20h30min. na rádio Alfa 94.5 FM no programa Fala Aí. Após essa data a lista dos classificados ficará à disposição através do blog
WWW.pjpel.blogspot.com.

9 – Apresentação

Art. 1º - No dia do festival a apresentação dos trabalhos deve ser feita pelo próprio autor, ou por alguém já especificado por ele na inscrição. Lembrando ainda que a escolha dos intérpretes, acompanhantes e arranjos, estará a cargo dos concorrentes, sobre a sua exclusiva responsabilidade.
Art. 2º - Os participantes deverão levar os instrumentos necessário para sua apresentação. Exceções serão divulgadas através do site
WWW.pjpel.blogspot.com.
Art.3º - Estará automaticamente desclassificado o concorrente que não estiver presente no palco após dois (2) minutos do anúncio de sua apresentação, sem que lhe caiba qualquer recurso.
10 – Comissão Julgadora e Critérios de Julgamento

Art. 1º - A comissão Julgadora será composta por pessoas de destaque no cenário musical, poético, artístico, cultural, identificados com a proposta do festival.
Art. 2º - O julgamento dos trabalhos será feito pela comissão julgadora.
Art. 3º - Será concedido título aos 3 primeiros classificados ( 1º, 2º e 3º lugar) nas categorias músicas, poesias e/ou crônica, peça de teatro e dança.
Art. 4º - A comissão irá avaliar com notas de 1 a 10 obedecendo os seguintes critérios:

· Música
Três (3) pontos para a letra
Três (3) pontos para a melodia
Um (1) ponto para a interpretação
Um (1) ponto para a presença cênica
Dois (2) pontos para o conjunto

· Teatro
Três (3) pontos para o roteiro
Dois (2) pontos para a expressão artística
Dois (2) pontos para o cenário, iluminação, trilha sonora.
Três (3) pontos para o conjunto

· Poesia e/ou crônica
Cinco (5) pontos para a letra
Três (3) pontos para apresentação
Dois (2) pontos para o conjunto


· Dança
Três (3) pontos para o entrosamento da coreografia com a música
Três (3) Pontos para a comunicação (unidade) dos bailarinos na apresentação
Dois (2) Pontos para habilidade, técnica e inovações
Dois (2) pontos para o conjunto

11 - Premiação
Art. Único – Todos os inscritos receberão certificados de participação, os três primeiros colocados em cada categoria receberão troféus. E o Primeiro lugar de cada categoria receberá premio a ser escolhido pela comissão do festival. E divulgado até o dia 8 de junho através da Rádio Alfa 94.5FM no programa Fala Aí às 20h30min.

12 – Comissão Organizadora
Art. 1º - Se por algum motivo em alguma categoria houver somente 1 candidato esse receberá o prêmio somente se obtiver nota superior a 6 pontos.
Art. 2º - Os casos omissos nesse regulamento serão resolvidos pela comissão organizadora do festival de arte e música da juventude, em reunião para esse fim e divulgado qualquer mudança através do site
WWW.pjpel.blogspot.com

13 – Desclassificação
A não observância de qualquer dos artigos deste regulamento acarretará a desclassificação automática do rabalho.

quarta-feira, 23 de abril de 2008

RÁDIO












A PJ da diocese de Pelotas também está na Rádio, ouça todos os domingos as 20h30min. o programa FALA AÍ. Que traz, músicas, debates, notícias a muito mais, você não pode perder! Todo mundo Fala Aí!!!

Calendário PJ 2008 - Diocese de Pelotas

Janeiro


19 – Reunião de Abertura do ano (Confraternização)


Fevereiro


23 – Reunião da Coordenação de Área Pelotas e Capão do Leão


Março


02 – Encontro de formação para animadores
03 à 15 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Santa Tecla
08, 15, 22 – Visitas aos grupos de jovens
15 à 05/04 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia São José
29 - Reunião da Coordenação de Área Pelotas e Capão do Leão
Lançamento da 2ª Edição do jornal Fala Aí Pj


Abril


05 à 12 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Nossa Senhora Aparecida
05, 12, 19 – Visita aos grupos de jovens
25, 26 e 27 – Encontro de formação de lideranças jovens e assessores


Maio


03 à 10 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Santa Rita
22 – Corpus Christ
24 à 31– Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Santo Antônio
31 - Reunião da Coordenação de Área Pelotas e Capão do Leão


Junho


14 e 15 – Campeonato de futebol intergrupos
21 à 28 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Nossa Senhora de Fátima
28 - Reunião da Coordenação de Área Pelotas e Capão do Leão
Lançamento da 3ª Edição do jornal Fala Aí Pj


Julho


05 à 19 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Santa Teresinha
26 - Reunião da Coordenação de Área Pelotas e Capão do Leão


Agosto


17 – Festival de Música e Arte da Juventude
23 à 30 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Santo Cura d´Ars
30 - Reunião da Coordenação de Área Pelotas e Capão do Leão


Setembro


07 à 14 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Sagrado Coração de Jesus
27 - Reunião da Coordenação de Área Pelotas e Capão do Leão
Lançamento da 3ª Edição do jornal Fala Aí Pj


Outubro


04 à 11 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Nossa Senhora da Luz
Romaria de Nossa Senhora de Guadalupe


Novembro


08 à 15 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Diaconia
15 à 21 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia São Cristóvão
22 – Encontro de final de ano Avaliação e planejamento 2009
29 à 05/12 – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Paróquia Senhor Ressussitado


Dezembro


07 à 13 - – Visita da Cruz da Evangelização da Juventude na Catedral
Lançamento da 4ª Edição do jornal Fala Aí Pj

Opções pedagógicas da PJ

É no confronto com a realidade e iluminado pela Palavra de Deus, que o jovem procura dar uma resposta pessoal a Cristo no processo da descoberta de si mesmo e do amadurecimento pessoal, na vivência da comunidade e na sua participação na sociedade.

Como a realidade da juventude é diversificada, em todos os seus aspectos, a PJ deve organizar, desde a nucleação, um processo de formação integral na fé, com passos pedagógicos apropriados, partindo da realidade e da experiência concreta de cada pessoa e grupo, despertando-se para o seguimento de Jesus Cristo e o compromisso com a causa da libertação dos oprimidos e marginalizados.

A PJ faz as seguintes opções pedagógicas:


1. Grupos de Base

O grupo de jovens é o centro da proposta pedagógica e evangelizadora da Pastoral da Juventude. O grupo de jovens que se reúne, de modo mais ou menos estável, na comunidade paroquial, passando por várias etapas, num processo de formação que o leva a um certo grau de discernimento e amadurecimento de sua vivência pessoal, grupal e comunitário.

De preferência defende-se que sejam grupos pequenos, de 10 a 15 jovens, de ambos os sexos, com idade homogênea, com um nível de participação estável e com um ritmo periódico de reuniões.

É necessário usar uma pedagogia que evite o perigo de fechar-se num "clube" de amigos, que não se abre para a missão no seu meio.

É difícil uma formação progressiva - por etapas - quando está sempre entrando e saindo gente. Portanto, um novo grupo, depois de chegar a certo nível de estabilidade, deve encaminhar novos aspirantes.

Os grupos têm vários modos de ser, mas todos eles passam por "etapas". O grupo não nasce pronto. Como a pessoa, ele precisa ser preparado. Precisa ser gestado para nascer como grupo. Compara-se com as fases do crescimento da pessoa humana, o que facilita a compreensão. São elas:

a) Nascimento e Infância: O jovem está chegando, o grupo está se formando. É preciso ter muita paciência, principalmente os que assessoram e os que coordenam, devem acolher bem o jovem que vem para o grupo. É a descoberta de si mesmo, não distingue o certo e o errado, brinca muito, é frágil e inseguro.

b) Adolescência: Começam os namoros, conflitos, crises e frustrações, ilusões, sonhos e fantasias.Nessa fase também começam a se destacar os jovens que tomam iniciativa e são líderes. Surgem as panelinhas, fazem grupinhos dentro do grupo. Necessitam de uma assessoria serena e constante, porque as crises e variações são muitas.

c) Juventude: O grupo na juventude apresenta-se com maior segurança e estabilidade. Torna-se mais independente, quer viver e descobrir suas forças e valores é aberto e quer assumir compromissos, se sentem unidos. Busca maior vivência Eclesial e aprofundamento da fé .

d) Idade Adulta: Tem como características: responsabilidade, porém na maioria das vezes, quando chega nesse estágio o grupo se dissolve, os jovens tendem a participar de outras organizações eclesiais ou sociais, ou apenas assumem sua vivência em seu dia-a-dia profissional.

2. Formação Progressiva

Formação progressiva trata-se das etapas de crescimento do jovem no grupo.

a) Nucleação: É a fase em que os jovens são convocados para participar de um grupo.

b) Iniciação: são as mais variadas motivações e graus de consciência e adesão a Jesus Cristo.

c) Militância: É a ação eficaz do cristão e seu compromisso, seu testemunho, sua luta, sua atuação concreta no mundo e na própria Igreja.

3. Formação Integral;

a) Personalização: É a dimensão da relação do jovem consigo mesmo. É a busca à pergunta: "Quem sou eu?" Nesta dimensão, o jovem precisa acolher a própria vida, busca de sentido da vida e opções de valores.

b) Socialização: Corresponde à dimensão social, a necessidade de realizar-se como pessoa na relação com o outro. O jovem começa a fazer a experiência de um relacionamento mais consciente com a família, com o grupo...

c) Consciência Crítica: corresponde à dimensão da socialização da inserção do jovem na sociedade.Capacita o jovem para ser cidadão consciente, sujeito da história nova, com participação crítica em favor da justiça e da vida digna para todos.

d) Espiritualidade: esta dimensão trata da vivência e fundamentação da fé do jovem, do encontro com a Pessoa de Jesus Cristo, sua prática, seu Projeto e Seguimento em comunidade.

e) Capacitação: Para que sua ação seja eficaz, precisa entrar num processo de formação permanente, que lhe garanta a aquisição de técnicas e de competência educativa profissional para assumir tarefas de coordenador de grupos jovens, de comunicador da mensagem de Jesus
Cristo e de formador de lideranças.

4. Diversidade das Pastorais da Juventude

Para contemplar os mais variados modos de expressão da juventude foi criado as pastorais específicas.

PJ – Grupos de jovens nas comunidades eclesiais de base
PJE – Grupos de jovens nas escolas
PJR – Grupos de jovens no meio rural
PJMP – Grupos de jovens nos meios populares

5. Organização

A pastoral da juventude tem como prioridade à organização de base. A partir do grupo de jovens, forma-se a organização comarcal, diocesana, estadual e nacional.

6. Assessoria

"O jovem, embora protagonista, não caminha sozinho..."a palavra "assessor" vem do latim "sedere ad", que significa "sentar-se junto a". Dá a idéia de motivar, acompanhar, orientar e integrar a contribuição e a participação dos jovens na Igreja e na Sociedade e proporcionar a acolhida desta ação juvenil na comunidade.

Quais os objetivos?

A PJ busca a integração do jovem na Igreja, para a tarefa de evangelizar e construir a "Civilização do Amor".

O papel da PJ é evangelizar o jovem para agir na transformação da sociedade.

Sendo fiel ao projeto de Jesus Cristo e transformando seu espírito e vontade de transformar o mundo numa experiência de fé crescente.

A PJ busca desenvolver um processo global de formação, a partir da fé, levando uma vida de comunhão e participação.

Revendo a história da PJ

A história da PJ no Brasil começa em 1933, com a Ação Católica, criada pelo Papa Pio XI e implantada em nossa terra por D. Leme, Bispo do Rio de Janeiro. Mas iniciada mesmo por D. Helder Câmara, que foi Arcebispo de Olinda e Recife durante os tempos mais difíceis da Ditadura Militar - (em 1947, é nomeado 1°Assessor Nacional do Movimento). A Ação Católica teve grande influência na formação dos jovens católicos. Foi uma iniciativa tímida. Em que uma Igreja Clerical ensaiava os seus primeiros passos para abrir-se para a participação dos leigos.

Numa segunda fase, a Ação Católica especializada se desenvolve, sobre a orientação do Papa Pio XII. Propõe uma metodologia a partir da vida do jovem, que exige que o jovem tenha uma atuação concreta no seu meio. A partir desta metodologia surge a Juventude Operária Católica (JOC). A experiência se estende a outros setores: Juventude Universitária Católica (JUC), Juventude Estudantil Católica (JEC), Juventude Agrária Católica (JAC) e Juventude Independente Católica (JIC).

A prática visava a mudança social, à luz da fé. A Espiritualidade é de renovação.
Durante o Governo do General Médici, a repressão atinge duramente os jovens organizados.
A Ação Católica morre como corpo organizado, mas nos anos seguintes nasceu uma nova Igreja.
Nos primeiros anos da década de 70 não havia possibilidade de se organizar uma pastoral mais crítica com a juventude, devido à censura e à repressão política. Dentro deste contexto, nasce uma nova maneira de trabalhar com os jovens: os Movimentos de Encontro (TLC, Emaús, Shalom,...)

Os Movimentos reuniam jovens para encontros de fim de semana, usando uma metodologia que se inspirava nos Cursilhos de Cristandade. Eram encontros coordenados por adultos. O modelo organizativo passa a ser o "grupão".

As dificuldades apareciam depois do encontro. Os Movimentos não sabiam o que fazer com os jovens depois de "despertados".

Esses encontros tiveram seu lado positivo: aproximaram os jovens dos padres e dos religiosos e apresentaram um modelo de Igreja mais atraente.

Os encontros também provocaram o surgimento de grande número de grupos de jovens nas Paróquias. Estes foram à base para a etapa seguinte: o nascimento da Pastoral Orgânica de Juventude.

Final dos anos 70 e anos 80: resistência e democracia. Os jovens são os primeiros a irem para as ruas para exigir a volta do Estado de Direito. As Igrejas abrem as portas e inicia-se a transição pela democracia a opção da Igreja pelos pobres tornou-se mais concreta e profética.
A Igreja começa a se deslocar para a periferia.
Nesse contexto nasce a Pastoral da Juventude.


Alguns fatores influíram na criação da PJ:



· limitações dos movimentos de encontro;
· necessidade de uma pastoral libertadora;
· dispersão e isolamento dos grupos de jovens;
· faltavam objetivos comuns para canalizar as energias numa mesma direção;
· a PJ assume um processo de planejamento participativo , a partir da realidade;
A PJ firmou-se rapidamente, iniciando pelas bases, teve início um processo de fortalecimento da organização em todos os níveis: paroquial, diocesano, regional e nacional, pelo método ver, julgar, agir e buscando a formação integral dos jovens.

O que é Pastoral da Juventude?

A Pastoral da Juventude (PJ) é uma pastoral pensada a partir de uma nova prática da Igreja. É organizada para responder aos desafios da juventude. Ela busca ser transformadora, sempre inserida na pastoral de conjunto e em comunhão com as diretrizes da ação pastoral e evangelizadora da Igreja em diversos níveis (comunidade, diocese, regional, nacional).